Casas na praia e no campo: gasto ou investimento?

Pensar em imóveis de lazer como fonte de renda é um assunto delicado. Normalmente casas na praia ou no campo são gigantescas fontes de despesa. E na maioridade nas famílias, uma despesa sem lógica, já que esses imóveis são pouco utilizados. Não é preciso nem fazer cálculos complicados para chegar a conclusão de que imóveis para o lazer constituem um péssimo investimento. Mas toda regra tem a sua exceção.

Uma casa de praia precisa ser encarada como gasto, consumindo uma grande parcela do seu orçamento. Claro que ainda sim, muita gente não abre mão do luxo de ter uma casa em frente ao mar, mesmo usando apenas duas vezes por ano. Abaixo temos dicas para quem deseja manter uma casa no campo ou no litoral, sem, no entanto, comprometer demais o orçamento.

Pouco uso
O maior problema de um sítio ou de uma casa de veraneio são os altos custos com a manutenção. Gastos com limpeza, segurança, pequenas obras de reparos, piscina, jardim, sem contar com os impostos, as contas de água e luz e as taxas de condomínio, quando for o caso. Se você é daqueles que passa todos os fins-de-semana no litoral, faça chuva ou faça sol, mesmo com todas as despesas acima, os números não são tão alarmantes. Afinal de contas, o dinheiro está sendo bem gasto.

Mas antes de fechar contrato de compra de uma propriedade, é preciso levar em conta a quantidade de dias por ano que você e sua família irão utilizar a casa. Lembre-se que as praias saem do apogeu e entram em decadência em pouco tempo. É preciso ficar de olho no potencial construtivo da região e na sua respectiva infra-estrutura. Não é o caso, portanto, de um condomínio fechado, rodeado por uma reserva florestal e com praia praticamente deserta. As chances de haver um boom imobiliário são pequenas, não afetando na qualidade de vida da sua família.

Além desse fato, outro item que deve ser analisado é a estrutura etária de sua família. Se você já está aposentado, com os filhos criados e sem demais preocupações, talvez tenho chegado mesmo a hora de adquirir um imóvel no campo ou no litoral para aproveitar a vida. Mas se seus filhos ainda estão pequenos, o cuidado é maior. Pense que em alguns anos eles terão outras necessidades e não irão mais querer passar os fins-de-semana com os pais num sítio do interior.

Conforto de uma pousada
Para quem tem pouco tempo para fazer as malas e descansar na praia ou no sítio, o ideal é alugar de vez em quando uma casa no litoral ou no campo. Vai sair infinitamente mais barato. Fora que suas dores de cabeça com a manutenção do imóvel não irão existir. Outra possibilidade, um pouco mais cara, porém mais confortável é hospedar-se numa pousada. Essa regra é valida principalmente para casais que tem apenas alguns fins-de-semana para curtir o litoral.

Ganhos com aluguel
Mas vamos supor que você já possui uma casa no litoral ou na montanha, e anda usando o imóvel poucas vezes por ano. Principalmente durante a alta temporada, como o Ano Novo, o Carnaval e a Páscoa. Já pensou na idéia de alugar a sua propriedade? Nessas datas as diárias costumam ser elevadas, principalmente em praias badaladas. Tranque num armário com chave a louça mais cara, sua roupa de cama e objetos pessoais e anuncie. Mesmo com aquela dorzinha no coração, lembre-se que o dinheiro recebido será suficiente para cobrir pequenos estragos e ajudará principalmente naquelas enormes despesas de manutenção.

Valorização no longo prazo
Outra forma eficiente de ganhar dinheiro com seu imóvel de lazer, não tão simples assim, é a aquisição de propriedades em locais com alto potencial de valorização. Todo mundo conhece uma estória de uma casa simples, numa praia tranqüila, que virou alvo da especulação imobiliária e cujo terreno subiu de preço absurdamente em apenas cinco anos. Ou senão de famílias com chácaras que ganharam muito dinheiro com o aumento do perímetro urbano, e conseqüentemente, com o loteamento do terreno para a construção de dezenas de imóveis residenciais. São processos que demoram e nem sempre são fáceis de se prever.

Acontece normalmente o inverso. Perde-se mais dinheiro do que se ganha. Não se esqueça de que imóveis para o lazer são os ativos imobiliários com menor liquidez do mercado. Sempre que houver uma crise econômica no país ou quando você precisar levantar dinheiro dessa fonte, haverá uma grande dificuldade de encontrar interessados na sua oferta.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s