Reconversão Urbana do Largo da Batata

 
Fonte: http://www.titolivio.com.br

 

O projeto de Reconversão Urbana do Largo da Batata foi objeto de Concurso Público Nacional de Arquitetura e Urbanismo. Dentre os objetivos definidos pela Municipalidade, podemos salientar:

– criação de extensas áreas públicas livres e de qualidade para uma valorização urbanística compatível com o conceito da centralidade de Pinheiros na região: praças, equipamentos públicos e culturais, mobiliário urbano, arborização, re-pavimentação, equacionamento do transporte público, tendo em vista a retirada dos ônibus da área foco e o impacto da linha do metrô, em implantação.

 – promover, com a Reconversão, o interesse da iniciativa privada em empreender no setor, o que não vinha ocorrendo devido à degradação do bairro e ausência de condições mínimas para tal.

Tais objetivos deveriam ser alcançados com um número mínimo de desapropriações e com impacto reduzido nas atividades existentes no bairro e no público que as utiliza. Neste aspecto é importante considerar a inevitável mutação em alguns hábitos e atividades do Largo da Batata.

É sabido que a população que predomina e que por ali circula até então, o faz pela necessidade de baldeação dos ônibus que provem do centro para aqueles que se dirigem às diversas “cidades dormitórios” a Oeste. Com este movimento, no tempo, surgiu todo um comércio de ambulantes e barracas que ocupam todas as calçadas e espaços disponíveis e, o próprio comércio estabelecido transformou-se em comércio “de passagem”. A segurança após o entardecer é precária, agravada com a fraca iluminação.

O eixo da Av. Faria Lima foi deslocado permitindo a criação de uma esplanada entre as ruas Teodoro Sampaio e Pedro Cristi. Estes espaços avançam na direção da Rua Manoel de Almeida, formando novas praças e espaços públicos com arborização e equipamentos. No lado oposto, a praça defronte à Igreja foi drasticamente ampliada atingindo a Av. Faria Lima, promovendo novas perspectivas urbanas, e dotada de equipamento cultural  e, acesso ao Metrô e escultura.

Trechos de ruas foram pedestrianizados com acesso de veículos controlado, e os eixos principais demarcados com forte arborização e iluminação.

O projeto é inédito pela característica de ser implantado em bairro degradado com um amplo espectro de intervenções: sistema viário, paisagismo, transporte, infra-estrutura, equipamentos de super estrutura, seleção de áreas de uso e ocupação para incentivo da ação de restauração e de desenvolvimento imobiliário, com o re-equacionamento de tráfego.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s